Espelhos

Serei eu o espelho da minha alma? Será que por fora, as pessoas veem aquilo que eu realmente sinto por dentro?

Conseguirei eu alguma vez disfarçar as mais estranhas e difíceis reações, terei eu a frieza de disfarçar um sorriso quando toda eu grito por dentro?Perguntas e perguntas…é o que tem sido ultimamente…a minha cabeça não descansa, talvez porque tenho sentido uma enorme necessidade de me encontrar, porque eu sinto…eu sei…estou perdida e não estou a conseguir encontrar o caminho de volta.

Toda esta situação me assusta, toda ela me faz tremer por dentro…mas de alguma forma as minhas pernas mantêm-se intactas, o meu olhar continua penetrante…quando me olho ao espelho continuo a ver aquela ânsia de traçar novos objetivos e correr atrás deles. Talvez seja essa a única força que habita em mim nos últimos tempos…a esperança…a vontade de ser algo mais…sinto que “isto” não é para mim…é pouco, sabe a pouco, dá-me pouco…

Por isso como sempre, vou tentar no meu ritmo, colocar as suas coisas no lugar, traçar uma nova linha para seguir, porque andar sem rumo já não é para mim…fazer mundos e fundos sem sentido ou temer as consequências…já não é para mim…

Acho que cresci, quem diria? Consegui em pouco tempo estabelecer prioridades, correr atrás de antigos sonhos, e ter alguns novos…conhecer gente nova, e voltar a falar com velhos amigos…porque a nossa felicidade pode ser alcançada sem a ajuda dos demais…

Mas qual seria a piada de olhar para trás e não ver ninguém ao nosso lado nos momentos que queremos recordar? Irei dar oportunidade de estarem presentes…como nunca estiveram…porque crescer implica partilhar, partilhar o que nunca achamos que podíamos ou devíamos…simplesmente confiar…

 

Mal não há-de fazer, porque pior do que estar só mesmo olhar ao espelho e considerarmos a pessoa que vemos uma desilusão. Isso não…quero olhar-me ao espelho e sorrir, porque os dias simplesmente têm sido mais felizes.

Porquê? Talvez seja eu, talvez sejas tu, talvez sejam todos…a verdade é que um peso enorme saiu de mim, e sinto vontade de ser diferente.

2 thoughts on “Espelhos

  1. “Você não pode se perder se não sabe para onde está indo”, li esta frase há alguns dias atrás, quando visitei um perfil no facebook. Fiz questão de agradecer esta pessoa, pois, notei que apesar de me sentir perdido, eu estava na verdade sem rumo. Sem saber onde ir. Comecei a repensar nas minhas metas e objetivos.

    Percebeste, querida, que vêm fazendo algo da forma errada e busca agora uma forma diferente. Sim, isso é crescer, amadurecer. Enxergar os erros e mudá-los. Acho que esse processo se dá por toda a vida.

    Não tenha pressa. O medo faz parte, a vontade também. Lembra quando eu lhe disse que o desconhecido nos tira o sono e nos atrai?

    • É mesmo isso que vou tentar fazer..repensar os meus objetivos…saber para onde vou…
      Sem pressas, no meu tempo…medo não me assuta nem me vai reter nesta nova etapa…
      Lembro claro de todas as palavras…o desconhecido é realmente fascinante **

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s