Para mim…

Ter-te comigo é uma responsabilidade, é preciso saber cuidar, é preciso saber gostar e é preciso saber confiar…Todos os dias vou aprendendo mais um pouco, um pouco sobre ti mas também sobre mim…não me imaginava capaz de confiar em alguém de uma forma tão simples e saudável…

Pensei que a saudade por vezes fosse deturpar a minha mente, e levar-me a pensar coisas que só na minha lógica fariam sentido…mas não…a minha mente, a minha alma, o meu peito, estão cheios de ti, tanto que não resta espaço para desconfianças injustificadas…

Sempre que respiro fundo, é como se inspirasse o teu perfume, sempre que me deito é como se os teus braços viessem buscar-me no meio dos lençóis, sempre que oiço uma música é como se estivesses a falar-me ao ouvido, sempre que sorrio é como se estivesses à minha frente, com esse olhar único e doce que só tu tens…

A saudade leva-me a sítios lindos, na minha mente passeamos e percorremos meio mundo…porque eu sei, que não hoje e talvez não amanhã, mas um dia teremos o tempo que precisamos, o tempo que gostávamos de ter para viver um ao lado do outro…um dia os meus lençóis já não vão ter de guardar o teu calor, já não vou precisar de fechar os olhos e imaginar-te aqui…a minha única preocupação vai ser a roupa que deixas espalhada pela  casa, e com esse sorriso e essa personalidade única vais fazer com que cada discussão deixe de ser importante, e acabamos os dois a rir com cada situação…

Aquilo que és comigo, sei que não és com mais ninguém…sei a sorte que tenho em ter-te só para mim…a sorte que tenho de teres escolhido seres quem és só e apenas comigo…sei que sabes que comigo podes sair e divertir-te, porque eu vou ser a primeira a rir das tuas palhaçadas…e aí é quando me dizes o quanto gostas de mim, aí é quando me abraças e tudo o que nos rodeia não importa…é ao perceberes que não mudava um único ponto em ti, é quando eu te mostro que és um orgulho de pessoa, é aí que te dá vontade de ficar…é aí que me torno diferente, e é aí que vejo o quanto sou importante para ti…

Um dia o meu peito não vai doer quando saíres de perto de mim, não vou precisar de perder o fôlego enquanto te beijo mil vezes sem querer que te vás, não vou precisar de abraçar-te e não querer largar-te mais, porque sei que dentro de pouco tempo voltas, para a nossa casa, para o nosso quarto, para a nossa cama, para o nosso aconchego…para mim.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s