Cada pedaço de mim

Cada palavra que escrevo, não é apenas minha, é um pouco vossa, um pouco de todos aqueles que se cruzaram, de todos aqueles que ainda irão cruzar-se…desde aquela pessoa que me sorriu na rua até à pessoa com a qual não me imagino a viver sem ela.

Cada frase, cada texto, cada suspiro é também vosso, grande parte de mim é um pedaço de cada um, uns mais outros menos, mas nenhum menos importante. Pequenos momentos, memórias curtas, gestos pequenos e gestos grandiosos fazem parte de mim mas fazem ainda mais parte de vós.

Gosto de acordar e sentir que o mundo gira, de sentir que algo de importante vai acontecer hoje, sair a sorrir a pensar que vai ser o melhor dia da minha vida pois enquanto existir o amanhã, enquanto tiver forças para acordar no dia seguinte vou lembrar-me que cada dia pode ser especial, tavez não o melhor ou o pior, mas é mais um dia, e para mim isso é o que mais importa.

Gosto de sentir por perto as pessoas que se preocupam, pois não há dor mais angustiante que a saudade, aquela saudade de abraçar alguém com toda a nossa força que nos faz sentir de novo completos. A saudade ensina-nos que muitas vezes não damos valor ao tempo, à distância, faz-nos olhar para trás e arrepender, e foi por ter aprendido essa lição que hoje sorrio para todos, que dou importância a todos mesmo que não tenha como demonstrá-lo, pois acreditem que a dor que magoa mais que a saudade é o arrependimento.

Posso dizer que sim, já me arrependi de muita coisa, mas não mudava nada, pois tudo aquilo que sou hoje é resultado não só de cada erro mas também de cada reviravolta que consegui dar na minha vida. Hoje sou mais para vós do que para mim, porque para mim já fui e já cansei, já deu para perceber que nunca seria o que sou sem o pequeno ou grande pedaço de cada um de vocês.

Guardo e relembro, penso e repenso, cada momento, cada sorriso, cada lágrima, cada dor e cada vitória, tudo com uma esperança de que em mim ainda cabe muito mais, mais amor, mais carinho, mais paixão e mais amizade. Sou um pedaço incompleto que vai guardando pedacinhos de todos aqueles que por mim passam, espero nunca vir a completar-me pois espaço é o que não quero que falte.

Sou principalmente e mais que tudo tua, um pedaço enorme que levo dentro do peito de alguém que dá significado a cada minuto do meu dia, alguém que um dia não me era nada e hoje é tudo. Alguém que todos os dias me dá um pedacinho de si e leva um pedaço de mim.

És grande parte do que sou, porque me amaste quando menos merecia que foi precisamente quando mais precisei.

Advertisements

Uma porção de felicidade*

Um dia a gente cai, outro dia a gente levanta, outros fica apenas pela tentativa e outros apenas pela frustração. Todos os dias cada um se depara com problemas, obstáculos, decisões e surpresas, cada um reage e debate-se da forma que sabe ou da forma que consegue.

Muitas vezes os problemas parecem maiores do que realmente são, basta olharmos em frente, levantar a cabeça e acreditar em nós que o futuro já parece aparecer, menos ou mais risonho, pouco importa. Se nos focarmos no problema sem sequer procurarmos a solução, esquecemo-nos que para quase tudo há alternativas, lutar é sempre uma delas e que infelizmente poucos escolhem.

As pessoas diferenciam-se pela vontade própria, pela sua capacidade de resolver os próprios problemas sem andar constantemente á procura de um ombro amigo para se lamentar. São essas as pessoas que mais facilmente batem no fundo, pois procuram nos outros aquilo que temos de conseguir por nós. Muita gente se esquece que a força de vontade vai além de qualquer conversa intima com um amigo, um dia na cama a chorar pelos problemas, uma semana em casa sem querer ver ninguém.

A vontade de reagir, de mudar, de atingir algo por nós é um remédio não só para depressões e emoções, é um remédio para a vida. Quando acreditamos, conseguimos sempre, por vezes mais outras vezes menos, mas a felicidade é mesmo assim…vem em pequenas porções para que possamos disfrutar realmente de cada momento da nossa vida.

Pessoas sábias utilizam cada porção quando mais precisam, não saem por aí a distribuir felicidade, pode parecer egoísmo, mas precisamos dela, por mais pequena e inútil que pareça. Coisas pequenas no dia-a-dia dão-nos essa porção de felicidade, basta estarmos atentos e canalizar as boas energias que passam por nós e não assassina-las com a mágoa e tristeza do dia anterior.

 

São essas pequenas porções de alegria que nos fazem ultrapassar cada dia com um sorriso, e é esse mesmo sorriso que faz de nós pessoas saudáveis e capazes de lidar com as adversidades da vida.