Carta vazia

Desde que abri o meu coração que me sinto nua…
Como se toda a gente conseguisse ver o que se passa em mim,
Fiquei vulneravel,
Transparente,
Insegura,
Fraca,
Só.
Apartir do momento que as minhas entranhas explodiram e se mostraram ao mundo que me sinto mais eu…
Mais fria, mais calma, mais equilibrada, mais humana…
Alguma coisa me puxou os pés á terra e me fez ver que a vida não se deve ver de cima…alguma coisa me faz chegar a casa, só, abrir a caixa de correio e encontrar algo…uma carta…um postal…uma simples publicidade para perceber que hoje não entro em casa sozinha…
Quero sentir o sorriso a aparecer á medida que vou percorrendo as palavras…
Eis que hoje chego a casa e encontro uma carta vazia…
E tal como as pessoas eu penso:
De que vale uma pessoa ao nosso lado para nos fazer companhia se a sua alma está vazia?

Por isso abro a minha alma, não quero simplesmente ser, quero marcar, quero sentir que faço a diferença…
Senão serei apenas mais uma carta vazia.

Advertisements