Salvador*

Ofegante e ansiosa, é como te recebo,

Com aquele friozinho na barriga que eu já senti quando era adolescente.

É assim que me fazes sentir, renovada e viva.

Uma miúda, novamente apaixonada pela vida,

Que se fascina com o mundo que a rodeia,

Que vê de novo sonhos que um dia desapareceram,

Que a responsabilidade de crescer um dia lhe roubou.

Estar contigo é sentir de novo o coração a saltar do peito,

E quando entrelaças a tua mão na minha antes de adormecer,

Os problemas desaparecem, a paz e a calma tomam conta de mim.

O teu peito é a minha almofada mais confortável e segura,

O teu beijo é o carinho mais sincero que posso receber.

Todos os dias ao acordar ao teu lado sorrio,

Porque eu sei a sorte que tenho, em tê-lo.

Como o futuro é incerto, e o nosso lema sempre foi viver um dia de cada vez,

Todos os dias que posso olho para ti,

E agradeço a quem quer que seja que te pôs no meu caminho.

Quem o fez, salvou-me.

E tu, todos os dias me salvas de uma vida de rotina,

Todos os dias me dás um motivo para acreditar,

Que esta vida ainda tem muito para dar,

E o que der e vier, que seja contigo. Do meu lado.

Advertisements