Sorte grande

Podia tentar descrever aquele momento em que te conheci,
Teve tanto de romantico como de engraçado…
Não consegui tirar os olhos de ti,
Pelo menos enquanto não reparavas,
Tive que fazer-me de forte, para não ferir o meu orgulho…
Em pouco tempo esse orgulho não me serviu de nada,
Vieste de mansinho, com os teus carinhos,
Os teus olhos sinceros,
Aquela conversa que ambos queriamos que terminasse da mesma forma,
Mas nenhum deu o braço a torcer…
Ficamos ali a falar, enquanto o teu olhar me vasculhava a alma,
E eu queria fugir, mas o meu corpo tremia,
Não sabia se estava a ser exagerada, então deixei-me levar…
Até hoje não me arrependo de nada,
Andar contigo é o mesmo que ter um amuleto sempre no bolso.
A paz que me transmites não tem preço,
A forma como me tratas faz-me pensar,
Será que te mereço?
Será por ti que todos os outros eram errados?
Contigo é fácil ser feliz,
Ao teu lado sinto-me forte e protegida,
Quando me abraças sinto que encontrei o pote de ouro,
Sim, aquele que fica no inicio do arco iris…
Este és tu, fazes-me pensar em mim…
Quero estar bem, para estar bem contigo…
Agradecer-te é pouco, porque tudo o que fazes é de coração…
Só te peço que fiques, quando tiveres que ir vai, mas volta sempre.
A saudade enche-me o peito de ti,
E isso só me faz dar valor quando estás aqui,
Abraçar-te com mais força na noite antes de ires embora,
E quando voltas parece que nunca foste.
E sabes porquê?
Porque és a minha sorte grande.

Advertisements