Era isto.

Amor é isto.
Amor é ser doente.
Amor magoa, mas a gente gosta.
Amor bate, mas pedimos sempre mais.
Amor cura, todas as feridas que faz, ele cura.
Amor é deitar-me no teu peito,
Ser embalada pelas batidas do coração.
Amor é ser lamechas, e ter um sorriso idiota.
Amor é partilhar parvoices,
Amor é fazer lutas na cama ao acordar.
Amor é amuar, e esperar um abraço para fazer as pazes.
Amor é muita coisa, e às vezes é tão pouco.
Depende dos dias, depende do amor.
Amor não é sempre igual.
Existe aquele amor que sufoca, que sabemos que nunca vai dar certo.
Aquele amor que ilude, serve apenas para curar outro.
Existe o amor da amizade, que dura para sempre.
Existe o amor impossível, que nunca vai acontecer.
E existe o nosso, aquele que ninguém entende, nem tem que entender.
Uma mistura de tudo com um toque de nada.
Porque alguns dias quem importa somos nós,
E se eu estiver bem, tu estás bem.
Nosso amor é simples e é nosso.
Era isto.

Advertisements

2 thoughts on “Era isto.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s