Hoje…

Hoje olho para mim e noto algo diferente, apenas eu o vejo, pois apenas eu me conheço…
Apenas eu sei o quanto me custa dar um passo numa direção diferente,
Fazer algo que não consta na minha rotina…

Só eu sei o quanto me dói
Ter de olhar alguém nos olhos e ser sincera…

Sei que isso é o mais correto!
Mas…são tantas as vezes que não me sinto preparada o suficiente para aguentar as respostas à minha sinceridade…

Medo, talvez o meu maior inimigo desde que me lembro.

Sempre usei uma fachada para esconder e fingir que sou forte (mas a mim não me consigo enganar…)
Por isso percebi que tenho que enfrentar todos os meus medos(!),
Tudo o que temi até hoje, tem de ficar para trás para que eu consiga (finalmente) crescer como mereço,
Dar um passo não numa direção diferente, mas sim na direção correta…

Hoje preciso de olhar nos olhos de quem se preocupa comigo e ser eu mesma,
Dizer o que penso e o que sinto, mesmo que a resposta não seja o que espero tenho de tentar…
Nem sempre a vida é justa e terei de aprender a lidar com isso.

Quem se preocupa merece a minha sinceridade e frontalidade!

(Eu) Preciso de sair de um mundo de fantasia, assentar os pés na terra… – realidade assusta mas compensa!

Hoje sinto que as ultimas semanas fizeram todo o sentido,
Tantas foram as noites que passei em branco a pensar no que podia melhorar em mim..
É um processo (muito) demorado, mas o primeiro passo é descobrir o que nos falta para sermos melhores…
Hoje sei o que me falta, amanhã sei que vou descobrir mais (um dia de cada vez…)

Mas…

Fico-me pelo hoje,
Hoje vou pensar, entender e realizar…
Amanhã é outro dia, e com o nascer do sol novas ideias virão!

E a cada dia que passa vou crescer mais um pouco
Na direção que preciso e não na direção que me conforta…

Chega de viver no conforto,
Chega de fugir aos problemas que não posso resolver…
Para mim chega!

Vou respirar fundo e encontrar a força que sei que tenho e que aos poucos vou descobrindo…
Este muro que me tapa, um dia vai cair…

Quando tal acontecer sei que vou ser a pessoa que sempre sonhei ser. (!)

Quando eu for grande…

Quando eu for grande(…)
Quero olhar para trás e ver o caminho que percorri,
Pode não ser o mais correto mas que seja o que me fez feliz…
Quero ser alguém que não deixou nada por dizer,
Ter a coragem de falar sem hesitar(!)

Quando for grande não quero esquecer:
Os amigos que sempre ficaram,
As memórias que me fizerem rir/chorar,
As experiências que me fizeram crescer,
As coisas boas que me ajudaram a seguir em frente
Mas também as coisas más que me ensinaram a ser forte e a levantar a cabeça para lutar…

Quando for grande não quero saber do que perdi,
Apenas me interessa o que ganhei,
O que sempre foi meu pode ir embora mil vezes, mas há-de sempre voltar…
O que realmente me pertence pode perder-se vezes sem conta que eu hei-de sempre encontrar…

Quando for grande quero ter a certeza das minhas virtudes,
Dos meus medos,
Dos meus defeitos,
Das minhas ideias,
Dos meus princípios,
Mas principalmente de tudo o que passei até lá chegar…

Quando for grande,
Não quero apenas ser grande…
Quero ser alguém que cresceu e que aprendeu com a vida
Alguém que sabe dar valor ao que tem e luta sempre por mais…

Quando for grande,
Não quero perder a criança que já fui um dia,
Pois foi essa criança que se aguentou em tempos difíceis,
Mas mesmo assim conseguiu (sempre) seguir em frente…