Quero ter*

Gostava de conseguir descrever o que sinto por ti,

De encontrar as palavras, e fazer-te um texto simples mas completo,

Mas não consigo.

Queria conseguir abraçar-te com a força do meu sentimento por ti,

Mas não consigo, não existe força humana que o transmita.

Gostava que soubesses o frio na barriga que sinto,

De cada vez que me desdenhas.

Como gelo por dentro cada vez que me deixas.

Deixas-me mais vezes do que aquelas que eu gostava que ficasses.

São mais as saudades que as oportunidades de mostrar-te o que és,

O quanto és para mim.

O quanto te quero.

O quanto preciso de ti.

Era mais fácil se aqui estivesses, e com o teu sorriso rompesses o silêncio,

E com o teu abraço segurasses todas as minhas peças soltas.

Anseio o teu beijo, só ele me aquece.

Gostava de conseguir fazer-te ver, o quanto és importante.

Era bom, se soubesses a falta que me fazes.

Quero-te aqui, nos meus braços.

O calor do teu corpo inquieta-me,

Mas mesmo assim.

Vou lutar todos os dias, para que vejas.

Para que me vejas.

Para que sintas.

Para que saibas.

Que tudo o que és, eu quero ter.

One thought on “Quero ter*

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s